slideshow

30 de maio de 2013

Teorema eu&você.


Todos os dias, eu me sento em frente ao meu portão na expectativa de que, quem sabe você perceba o enorme erro que cometeu em ter me abandonado, perceba que somente do meu lado nós dois podemos ser felizes. Enquanto você não vem mais pra perto de mim, ou toma a sua decisão, eu vou consertando a minha vida a base de conselhos de amigos, ou daqueles que se dizem meus amigos, que falam sempre pra mim que a melhor atitude que eu poderia tomar é, consertar e resolver os meus problemas sozinhas, por que o tempo nem sempre é capaz de apagá-los, e no final das contas eu percebi agora, que no meio disso tudo, um dos meus problemas também tem um nome, você. 

Eu leio livros de romance e de alguma forma eu quase acredito que isso seria capaz de acontecer entre a gente, talvez pudéssemos sair sem fronteira ou destino, somente com as roupas do corpo e viveríamos daquilo que um ao outro mais tem, amor. Nossos pais ficariam furiosos ao descobrir que estamos juntos, mas no final das contas a resposta para isso tudo seria, você. Foi por você que fui capaz de fazer as minhas maiores loucuras, tive vontade de parar o tempo quando estivemos juntos da última vez, mas de alguma forma a minha mente e meu corpo decorou e fotografou cada atitude sua, desde o toque dos seus dedos ao sabor dos seus lábios, a forma com que seus olhos brilharam ao serem voltados na direção dos meus, a maneira com que a luz da lua refletia e voltava-se contra a gente, de alguma forma, tudo parecia bem planejado, marcado como em páginas de livros amarelados, eu estava lá. 

Enquanto a gente não fica junto de uma vez, eu aprendo a sorrir mais, aprendo a dar tempo ao tempo ao meu coração, aprendo que apaixonar-se é fácil e ser correspondido, é difícil, nem sempre é tudo da forma com que criamos em nossa cabeça. E que o único amor que no final das contas nos resta, é o amor próprio. Devagar as nossas cicatrizes no coração vão se fechando, dando espaço a um campo limpo e pleno, recheado de esperança, de que jamais as cicatrizes iram arder mais uma vez, doer como antes, às vezes a dor de um coração se partindo, dói mais do que qualquer outra coisa, é como se estivéssemos perdendo alguém importante, alguém que nos pertencia e nosso coração foi capaz de se acostumar e não aceita perdê-lo. Muitas vezes isso acontece de propósito, a vida coloca esse tipo de empecilho na sua estrada pra te mostrar e te fazer aprender, que a gente só da valor ou toma atitude, fala para os "outros" o que deveria ter sido dito para quem merecia ouvir. 

Mas no final das contas, eu decorei tudo o que tenho pra falar pra você, decorei meus melhores sorrisos, a melhor maneira de me aproximar, te envolver em meus braços e te amar, mesmo que de longe, ainda vou te chamar. Continuo alimentando a esperança de que você vai voltar pra mim, e vai se tocar de que a gente combina, que a gente junto tem uma química, um teorema o qual ainda não foi descoberto e entendido por mais ninguém, por que se depender de mim, seremos felizes longe disso tudo, será só nos dois.

Um comentário:

  1. Oi flor, tudo bem? Sou dona do blog Belle Femme e agora dona da loja Leeb Dominium, uma lojinha de face. A loja é para mulheres assim como você: que amam moda, lá você vai encontrar roupas, sapatos, bolsas, makes, acessórios e corsets. Vários modelos. Confira e curta: https://www.facebook.com/LeehbDominium?ref=hl

    Beijos

    ResponderExcluir