slideshow

23 de abril de 2017

A Noiva Fantasma - Yangsze Choo

Até que a morte os aproxime
“Certa noite, meu pai me perguntou se eu gostaria de me tornar uma noiva fantasma...”
1893. Li Lan é uma jovem que recebeu educação e cultura, mas que vive sem grandes perspectivas depois da falência de seus pais. Até surgir uma proposta capaz de mudar sua vida para sempre: casar-se com o herdeiro de uma família rica e poderosa. Há apenas um detalhe: seu noivo está morto.


EDITORA: DarkSide Books | ANO: 2015  | PÁGINAS: 310 PDF | CATEGORIA:  Ficção Fantástica.

Li Lan é uma jovem que tem por volta dezessete anos, e a história nos introduz ao ano de 1800. Embora jovem, Li Lan te joga desde o início nos conflitos da sua vida. Ela sabe escrever, ler, e tem uma educação básica e sabe se comportar bem diante de diversas situações - e pessoas - graças a sua Amah, que no caso pode ser considerada uma babá ou uma cuidadora. Sua mãe morreu há muitos anos, e hoje, Li Lan vive em uma casa enorme, juntamente de empregados, de sua Amah, e com seu pai, que passa muito tempo em casa, mais ainda assim é extremamente ausente, passando a maior parte do seu tempo trancado em seu escritório fumando. 

Infelizmente a família de Li Lan vive a beira da miséria por conta do vício do pai. Boa parte dos amigos da família se afastou com o tempo, e a única solução – da época – seria arranjar um bom casamento para Li Lan, sendo ela jovem e bonita. 

É quando durante uma conversa com o seu pai, ele anuncia que a família do morto Lim Tian Ching ofereceu um casamento a ele, que poderia mudar a vida deles. Embora a vida deles sejam bem diferentes, a família de Lim Tian Ching que ainda vive o luto do filho, mais continua vivendo sobre um luxo total. Com comidas de qualidade, louças de primeira linha, e uma casa grande e luxuosa. Enfim, tudo o que Li Lan após a falência, não tinha mais acesso. Mesmo que este casamento poderia deixar ela confortável e melhorar tanto a vida dela, quanto a do seu pai e da Amah, a idéia de casar-se com um morto, definitivamente não passava na cabeça de Li Lan. Mesmo Lim Tian Ching estando morto, a garota deveria manter-se fiel ao marido que ela nunca viu e nem mesmo o verá. 

Após receber a oferta, a família de Lim Tian Ching a convida para uma visita em sua grande mansão, para conhecer a garota.  Sem querer, após se perder pela mansão, Li Lan conhece o primo do família, Tian Bai. Que também poderá mudar a sua vida, e traçar novos rumos para a garota, no decorrer de todo o livro.

Quando comecei a ler “A Noiva Fantasma”, simplesmente me prendi a essa leitura. É uma trama impossível de se deixar de ler. Tem uma beleza dentro deste livro que me prendeu do começo ao fim. Fazia um tempo que não encontrava um livro com tanto conteúdo, e histórias, coisa que sempre me agradou. Tem muitas descobertas, reviravoltas, e muito, mais muito conteúdo para quem gosta de livros com muita emoção. 

Lembrando que este livro é de 2015, e pensar que não conhecia esta obra, tão pouco a editora que lançou este livro. A autora é descendente de Malaios, e trouxe uma carga enorme de tradições de seus antepassados, histórias, lendas, enfim, é uma bagagem completa para se descrever aqui. Somente lendo.

A narrativa da autora Yangsze Choo é única. Tem um conhecimento tremendo, além de saber prender e contar uma história como ninguém.
Li Lan tem uma jornada fascinante entre dois mundos. Traçando uma linha tênue entre um romance há uma grande tragédia. Contada de forma poética, que te faz viajar e entrar a fundo nas descrições da autora. 

Posso considerar este livro romântico, embora esperasse um conteúdo mais “terror”, o que eu vi foi apenas muito suspenso. Além de contar e ler sobre assuntos de costumes, comidas, roupas, e educação dos Malaias. Aqui neste livro você encontrará sobre tudo, e chega a ser fascinante.
Infelizmente o final não era exatamente o que eu esperava. Posso dizer que desde o começo eu me prendi a história, tentei não criar expectativas quanto às decisões da personagem. Que tomou um rumo inesperado no final. Enfim, o livro em si é perfeito, mais o final deixa o leitor com cara de idiota, e simplesmente sem saber se gostou ou não do livro. Ainda não me decidi, afinal, esperava um final melhor já que o livro em si, é carregado de doses de emoção.
Mas fora isso, o livro é bom! 

Quanto à editora DarkSide Books:
Este livro eu consegui encontrar no site LeLivros.com. Por hora só estou cobiçando o livro no site, esperando o momento certo para comprá-lo. Sou fascinada por livros de capa dura, e com uma diagramação tão boa. Cada detalhe pensado com a trama. Tudo se completa. Não é apenas uma história boa, mais a edição em si da Editora, traz uma riqueza a cada folha.
Boa leitura. 

NOTA

12 de abril de 2017

Adeus, ex-amor.

Tem chovido bastante por aqui. O céu tem estado mais nublado do que o normal, e durante a noite, está um pouco mais frio do que nos dias anteriores. Talvez não faça sentido essa descrição para você, mais para mim faz. De uns tempos atrás eu estava exatamente como este céu, apagado, nublado, chovendo mais do que o normal. Logo depois que você resolveu ir embora e apagar toda a história que construímos juntos, eu me esforcei para me tornar alguém melhor para que nunca mais houvesse partidas. Não sou boa com despedidas, mais todas as noites ao deitar no meu colchão, me lembro de como foi ruim te ver virar as costas para mim, diferente das outras vezes, sem me abraçar ou até mesmo me beijar.

Hoje, após quase seis meses sem estarmos juntos, não posso negar que sinto a sua falta. Que muitas vezes eu sai na rua na esperança de te ver e você me abraçar como se nada tivesse acontecido. Mais infelizmente eu sei que isso não irá acontecer.

Estou escrevendo isso, não por que sinto a sua falta, nem mesmo por que você me serviu de inspiração. Mais é pelo simples fato de me lembrar todos os dias – infelizmente – da sua despedida. E também por me lembrar depois de tudo, que eu ainda posso ser feliz, que eu ainda posso sorrir. E que certas despedidas, não são tão ruins quanto imaginamos. É difícil no começo? É claro que sim. No fundo achamos que essa dor do termino de um relacionamento, talvez não vá se cessar. Mais ela cessa, a ferida cicatriza, às vezes a cicatriz lateja, pulsa, dá saudade, dá arrependimento de talvez ter feito algo diferente, mais do que me adianta lamentar agora que você já se foi?

Muita gente me olha na rua e com certeza lembra-se de nós dois, por que éramos NÓS! Hoje, sou eu, e hoje você é simplesmente você. Não há mais NÓS quando definem a gente. Só a lembranças de nós dois juntos, talvez rindo feitos loucos no meio da rua. Das nossas brigas constantes, choros, discussões, xingamentos desnecessário ou dos momentos em que estávamos simplesmente bem, um com o outro.

Se me perguntarem sobre você, se tenho te visto, a resposta vai ser não. Não posso negar que te acompanho às vezes nas redes sociais, nem mesmo que te acho o mesmo cara lindo que me apaixonei há dois anos e meio atrás. Não posso esconder a falta de ter dias longos durante a semana, e aos sábados torcer para que as horas passassem bem devagar, para que eu pudesse te ter mais tempo comigo. Ou de quando a gente brigava se resolvia, e sorria um para o outro. Talvez no fundo julgando-se idiota por permitir-se amar alguém tão difícil. 

Ultimamente meus dias tem sido bons. Não lembro tanto da gente quanto costumava lembrar após a sua despedida. Tento focar meus pensamentos em outras coisas, e quem sabe, focar na idéia de amar alguém que goste de vindas, e não idas. E que também não suporte a idéia de me ver partir, sem me despedir, exatamente como você fez.

Não sei como você está. Possivelmente tentando provar para o mundo o quanto você está bem consigo mesmo. Talvez procurando aquilo que eu tinha, em outras amizades. Adoraria que sentisse a minha falta, não ao ponto de vir até mim e se desculpar por tudo. E acredite aquilo que tínhamos um com o outro, essa ligação que nos uniu por tanto tempo, e que hoje se rompeu, é raro. Não te culpo, somos ambos culpados, mais é uma pena ver que poderia ter sido um amor tão bonito, talvez não tão duradouro, mais um amor exemplo para outros que quisessem se apaixonar um dia. 

Só tenho a agradecer a você, por tudo. Desde o nosso começo até o fim dos dias! Obrigada por me fazer amadurecer e ver as coisas diferentes de como são. Por me provar que não é necessário ser amada para viver, e ser feliz de novo. Por me mostrar que eu posso sofrer mais eu vou me erguer e mais para frente entender que tudo serve de aprendizado. Talvez Deus tenha te colocado na minha por diversos motivos. E um deles, é aprender a dizer Adeus, mesmo que doa. 

Adeus a você, ex-amor.  

5 de fevereiro de 2017

#Resenha: Eu Sem Você - Kelly Rimmer


Eu sem você é um livro que nos faz sorrir, chorar e lembrar de ficar bem perto de quem amamos. Há um ano, conheci o amor da minha vida. Para duas pessoas que não acreditavam em amor à primeira vista, até que Lilah e eu chegamos bem perto de dizer que isso aconteceu conosco. Eu tinha um bom emprego em uma agência de publicidade e não fazia outra coisa além de trabalhar. Era incapaz de tomar decisões sobre meu futuro e minha casa inacabada e não sabia aproveitar a vida. Até conhecer Lilah. Lilah MacDonald era uma advogada ambientalista linda e decidida ¿ e, para minha surpresa, detestava usar sapatos. Era uma pessoa tão maravilhosa que é até difícil descrevê-la. Nosso relacionamento não poderia ser mais improvável, mas me transformou profundamente. Comecei a enxergar as coisas de outra forma e a redescobrir antigas paixões. Lilah me ensinou a viver outra vez e a aproveitar ao máximo tudo o que a vida tem a oferecer. Ela me proporcionou momentos incríveis, mas também manteve em segredo algo que partiu meu coração. Ainda assim, se há uma coisa que aprendi com Lilah é que o amor pode curar qualquer ferida. Meu nome é Callum Roberts e esta é a nossa história.

 Editora: Arqueiro | Ano: 2016 | Nº de Pg: 304 | Autora: Kelly Rimmer| Categoria: Romance

Antes de qualquer coisa, caso você esteja procurando um livro que distraia a sua mente, ou apenas para ler e passar os minutos aconselho que leia “Eu sem Você” em outro momento da sua vida. Comecei a ler ele por caso procurando uma leitura leve e de preferência que fosse romance. Só que se tratando deste livro, não tive apenas uma enorme carga de amor, mais tive muita emoção envolvida, por isso me apaixonei tanto por esta leitura.
  
“Eu Sem você” é da autora Kelly Rimmer, e diferente de qualquer outro livro que eu tenha lido durante estes últimos anos, eu pensei diversas vezes em abandonar o livro, porque este livro é totalmente diferente da maneira com que eu costumo ler. Você deve ler ele lentamente, para absorver todas as características dos dois personagens principais. A leitura flui lenta, com muitas descrições e com um teor apaixonante e emocionante do começo ao fim.

A sinopse. Ela engana! Acreditem, engana e muito. Quando encontrei o livro fui procurar ler a resenha, diferente do que costumo fazer, que é ver a avaliação de outros leitores antes de começar a ler. Mais eu mergulhei de cabeça na leitura, e quando digo que a sinopse engana, jurei que lendo este livro, não me imaginei chorar com o final e muito menos, faltando apenas algumas páginas, eu de fato me interessar e finalizá-lo com prazer.
  
O livro trás a narrativa de Callum, e em alguns capítulos Lilah narra seus sentimentos e o que está sentindo, o que torna o diferencial da história, e te faz sentir um pouco de “raiva” da personagem, mais no final, entendemos sua real intenção referente aos sentimentos dela com Callum. Callum trabalhava com marketing, tem seus 39 anos de vida, tem dois irmãos gêmeos que vivem longe dele e não entram em contato com ele por serem totalmente diferentes um do outro. Em um dia, ao pegar a balsa para retornar para casa, se encontra com Lilah, uma mulher de 40 anos de idade, que adora ficar descalça, e tem um jeito todo intenso de resolver as coisas. Ambos saem para jantar, ficam, e ele, jura que Lilah é a mulher dos seus sonhos. Callum é um homem “parado” na vida, e Lilah é intensa, quer viver, quer aproveitar os dias como se fossem os últimos, e em momento algum vi essa mulher se desligar do mundo e da realidade.
  
A presença de Saiorse, ou melhor, dizendo, Lilah, na vida de Callum, altera seus dias, e faz com que o homem veja sua vida de forma diferente, e aprenda a amar a vida, seus dias, e sair dos momentos monótonos que antes ela não trocava por nada.
  
Se você espera uma história de amor, intensa, cheia de altos e baixos, você com certeza vai amar “Eu sem Você”. Jurei que estava lendo um livro do Nicholas Sparks e não da Kelly Rimmer, porque a maneira com que ela descreve o livro todo, não te faz sentir que está dentro da história, mais se coloque no lugar dos dois personagens. Lilah e Callum são totalmente diferentes um do outro, a realidade deles é completamente diferente. E é o que torna a história linda e com um final de arrepiar.
  
Eu jamais daria spoiler, mais o final é acredito que tenha que ser lido para poder entender a profundidade deste livro. Em “Eu sem Você”, conheci personagens já amadurecidos, cai numa realidade totalmente diferente da que vemos, e embora os personagens sejam fictícios, o “problema” envolvendo um dos personagens, é real e triste. Enfim, eu recomendo muito este livro para os amantes de romance, e novamente digo e indico aos que procuram um livro intenso e encantador.

Créditos da leitura ao site "Issuu" e a leitora Grazi. Caso queira ler, leia aqui.

CLASSIFICAÇÃO:

23 de janeiro de 2017

#Resenha: Namorado de Aluguel - Kasie West

Inteligente e maravilhosamente romântico, “Namorado de Aluguel” retrata a jornada inesperada de uma garota para encontrar o amor — e possivelmente até a si mesma. Quando Bradley, o namorado de Gia Montgomery, termina com ela no estacionamento do baile de formatura, ela precisa pensar rápido. Afinal, ela vem falando dele para suas amigas há meses. Esta era para ser a noite em que ela provaria que ele não é uma invenção de sua cabeça. Então, quando vê um garoto esperando pela irmã no estacionamento do baile, Gia o recruta para ajudá-la. A tarefa é simples: passar por namorado dela — apenas duas horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. Depois disso, ela pode tentar reconquistar o verdadeiro Bradley. O problema é que, alguns dias depois do baile, não é em Bradley que Gia está pensando, mas no substituto. Aquele cujo nome ela nem sabe. Mas localizá-lo não significa que o relacionamento de mentira deles acabou. Gia deve um favor a esse cara, e a irmã dele tem a solução perfeita: a festa de formatura da ex-namorada dele — apenas três horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. E, justamente quando Gia começa a se perguntar se pode transformar seu namorado falso em real, Bradley reaparece, expondo sua farsa e ameaçando destruir suas amizades e seu novo relacionamento.
Editora: Verus | Ano: 2016 | Nº de Pg: 252 | Autora: Kasie West| Categoria: Literatura Juvenil  
 
Juro que demorei um pouco para encontrar um livro que valesse a pena ler, e no final das contas, acabei me surpreendendo por ter escolhido um romance tão clichê.

Namorado de Aluguel é da autora Kasie West, eu mesma não conhecia nenhuma obra dela mais de alguma maneira a sua escrita me fez ler o livro até o final, embora o livro não seja tão bom. Conhecemos nesta obra Gia, uma garota que se destaca na escola por ser a preferida de todos. Todos a conhecem, todos gostam dela, sua família é perfeita, suas amigas a amam, e embora em sua mente a intenção seja ser lembrada quando sair do colégio, nada sai como imaginava.

Em uma festa, o namorado Bradley termina com ela no estacionamento da escola. E sem opção ela resolve convidar um desconhecido dentro de um carro para fingir ser seu namorado. A intenção? Mentir pelo menos está noite para as amigas e mostrar a elas que seu namorado existe, e não é algo inventado da sua cabeça. Até que a tarefa de se passar por ser seu namorado não seria algo difícil se não tivesse que sustentar tantas mentiras no decorrer das semanas.

 Depois de alguns dias em que Gia tentou descobrir o nome do seu “cavalheiro” daquela noite, a irmã Bec resolve convidá-la para fazer o mesmo favor ao irmão que a ajudou. Seria simples também, fingir ser a namorada na formatura da ex-namorada do estranho que nem mesmo o nome ela sabia. Seriam apenas três horas, sem compromisso, e ambos estariam quites. 

 Quando terminei de ler este livro, imaginei que fosse algo totalmente diferente dos romances que eu tenho o costume de ler. Eu adoro romances, intrigas, e a sinopse me chamou a atenção de tal forma que eu quase engoli o livro. E adivinhem? Não posso dizer que o livro é totalmente ruim. Mais a autora não usou da melhor maneira os personagens. Eles foram bem construídos, mais mal usados no decorrer de toda a história. Jules por exemplo – a amiga chata e invejosa – poderia ter causado mais problemas além de ameaçar o tempo todo destruir a amizade de Gia e suas amigas.

E é claro, não posso negar que vi um personagem amadurecer com o decorrer da história. Esperava um pouco mais! Considero “Namorado de Aluguel” um típico romance clichê para um momento rápido. Quem sabe uma viagem de carro? Ou para sair daquela ressaca literária após um livro perfeito? Vai de gosto.

 Enfim, a leitura é rápida e flui super bem. A autora não abusou das descrições dos personagens, coisa que senti muito a falta. Adoro imaginar os personagens e me senti fora da história quase o tempo todo em que li, mais acabei pelo menos. São poucas páginas, a narrativa do livro todo é feita por Gia. Aos que procuram um romance leve e rápido, indico. Aos que gostam de um romance intenso, assim como eu, procurem outro. Ou leiam, fica a critério do leitor! :) 

Caso queiram ler ao livro, indico a página Issuu para leituras de livro ao estilo PDF! São menos páginas, mais continua sendo o livro, e com traduções originais. - Leia aqui
NOTA:

14 de janeiro de 2017

Resenha: Por Lugares Incríveis. - Jennifer Niven.

Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família.


Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.
Editora: Seguinte | Ano: 2014 | Nº de Pg: 408 | Autora: Jennifer Niven | Categoria: Literatura Juvenil 

Por Lugares Incríveis apresenta Theodore Finch e Violet Markey, dois jovens adolescentes que estudam no mesmo colégio e são totalmente diferentes um do outro, mais ambos tem o mesmo objetivo: querem se matar.

Pode-se dizer que Violet tinha uma vida perfeita até acontecer um acidente de carro, ela sobreviver e a irmã não. E após a perca da irmã Eleanor, Violet conta os dois para que a escola termine e ela possa fugir de tudo que a cerca, principalmente da cidade da irmã e a culpa também. Antes do acidente ela costumava ser popular, mais acaba se isolando de tudo e todos e só tenta agora levar a vida que perdeu o sentido sem a irmã que era sua melhor amiga e sempre estava ao seu lado.  Ela conhece Theodore após subir na torre do colégio e estar prestes a pular, e assim como ela, ele também tem a mesma intenção.

Theodore é conhecido e chamado por “Aberração” e é o mais esquisito da escola, depressivo, ansioso, se veste estranho, fala diferente, some do nada e aparece do nada, sempre está envolvido em problema. E tem uma família "problemática" assim como ele. E com isso vive tendo pensamentos de como seria morrer, e naquele dia em que subiu na torre do colégio teve certeza de que este era o dia perfeito para se morrer. Só que ao invés de pularem, ele impede Violet de fazer isso, por mais que os boatos na escola se espalhem de que foi Violet quem o ajudou a não pular, até porque ele quem era o problemático, e ninguém imaginava que Violet, a querida do colégio estaria pensando em se matar. E foi assim que eles se conhecem, e Theo aproveita da aproximação para convidar Violet para ser sua parceira em um trabalho de geografia. O trabalho consiste em visitar os pontos principais e famosos de Indiana. Embora a garota não queira, ela acaba cedendo e à medida que ambos vão se conhecendo melhor, encontram o que precisavam um no outro.
Para começo de conversa eu demorei muito para iniciar a leitura de “Por Lugares Incríveis” porque achava que seria mais um livro que não me conquistaria e que seria apenas mais um que eu leria e não me prenderia. Só que foi totalmente o contrário!
"Conheço a vida bem o suficiente para saber que não podemos acreditar que as coisas vão ser sempre iguais, não importa o quanto a gente queira. Não podemos impedir que as pessoas morram. Não podemos impedi-las de ir embora. Não podemos impedir nós mesmos de ir embora."
Já havia lido algumas resenhas e recomendações de outros blogs literários e tinham boas críticas a respeito deste livro. É o primeiro livro de Jennifer Niven que eu leio e achei fantástico! Não tem uma palavra que expressaria melhor do que, fantástico, a não ser perfeito. É o segundo livro que leio que aborda o assunto “suicídio” e embora seja um assunto ruim de ser abordado e trágico, encontrei vários tipos de coisa dentro de um livro só sem ser morte ou suicídio. Encontrei Recomeço amor, dedicação, depressão, sofrimento, dor, encontrei amizade, encontrei autoajuda mais que não foi o suficiente para manter a vida e o amor entre duas pessoas.
  
Quando comecei a ler este livro eu imaginei que seria mais um romance exatamente igual ao “Quem é você, Alaska” de John Green, porque acreditem, cheguei a um ponto do livro que já sabia o final e tive medo de continuar lendo, mais segui a leitura, e sim, chorei porque não era algo que eu queria ou esperava. Via-me feliz com o amor de Theo e Violet, ela era exatamente o que ele precisava o apoio necessário para seguir com seus planos e sair daquela depressão que o cercava e o tornava outra pessoa a cada momento. Infelizmente são poucos os livros que relatam tão bem o assunto depressão e suicídio, até porque ninguém quer falar sobre ou estar presente se algum dia alguém pensar nisso. Mais nunca se sabe quando alguém está precisando de um apoio ou de você. 

O livro intercala a narrativa entre Theo e Violet, ambos descrevem exatamente e perfeitamente o que sentem em todos os momentos, desde quando estão sozinhos, até o momento em que estão juntos o que flui a leitura e te prende de maneira fantástica e assustadora. Os lugares em que os dois visitam são lugares lindos, com histórias e significados que para os dois fazem total sentido, principalmente para Theo.
"Aprendi por experiência própria que a melhor coisa a fazer é não falar o que realmente pensamos. Se não falamos nada, as pessoas concluem que não estamos pensando em nada além do que deixamos que elas vejam."  
 Vemos a evolução de Violet que se torna uma garota melhor com a presença de Theo, que a incentiva a ser feliz, a seguir com a vida e não desistir.
Enfim, poderia indicar este livro para quem está com problemas ou sofre de depressão, mais eu não sofro de nada disso, mais todo mundo tem dias ruins e mesmo que não cheguem aos pés de um problema sério, é bom ler e sentar para refletir sobre a gente, sobre a nossa vida, sobre os nossos dias, sobre a nossa existência.
  
O que eu adorei neste livro é a referencia literária que a autora incluiu na história. Os personagens citam trechos de livros e é lindo! Mesmo com um final de cortar o coração de todos, até os de gelo, tudo se encaixa, pessoais reais, sentimentos reais e intensos. Não há palavra melhor para descrever a sensação de agradecimento por ter tido a chance de ler uma obra tão perfeita e boa! Por Lugares Incríveis trás uma mensagem forte por trás do amor, e causa um impacto na sua vida, ou melhor, na vida de qualquer um que tiver a chance de ler. 
  
Apenas leiam.  
NOTA: