slideshow

3 de fevereiro de 2013

Falando sobre Preconceito: Tattoo, piercing e outras modificações.


Não é de hoje que é possível você sair por ai e encontrar pessoas com algum tipo de coisa que te chame a atenção, seja pelo estilo do cabelo, a cor, o corte, seja pelas roupas o estilo dela, cor, modelo, ou qualquer outra coisa é possível encontrar nas ruas hoje em dia. Hoje o assunto não é bem sobre tendência, diferente de alguns posts hoje eu vou falar de algo mais sério, na verdade vamos falar um pouco sobre tatuagem, piercing e suas modificações, um pouco sobre preconceito, o que já me aconteceu, o que eu já vi, e por ser a primeira vez que eu vou falar sobre isso, espero que entendam o motivo disso tudo caso continuem lendo o meu post. 

Sei que eu falo muito e eu poderia ter gravado um vídeo, seria bem mais fácil, mas como sempre com medo de criticas eu preferi deixar assim mesmo, escrito, e eu espero que se tenha algo que não gostem, diferentes de outras vezes, falem, dêem suas sugestões, criticas já que o blog veio a ser criado por isso mesmo, para ouvir outros. Em fim, tatuagem não é mais sinônimo hoje em dia de desconhecido, qualquer pessoa é possível ter um desenho no corpo, seja pequeno ou grande, e mesmo assim, com várias pessoas ainda se adaptando a esse estilo tão legal e bonito, ainda é possível encontrar pessoas aderindo-se ao estilo preconceito de hoje em dia. Na verdade eu imaginava que, com o mundo crescendo, coisas novas aparecendo, coisas antigas sumindo e dando lugar a coisas legais e inovadoras eu pensava que as opiniões e atitudes de algumas pessoas fossem mudar. 

Desde quando comecei o blog - que foi em novembro - eu deixei bem claro a minha paixão por tatuagem/piercing/alargadores, por que era algo que eu cresci ouvindo muito, inclusive pela minha mãe que me apoiou bastante quando eu resolvi largar de ter medo e fazer minha primeira tatuagem. Muita gente tem medo quando o assunto é chegar numa decisão: - Vou sair hoje, vou fazer minha tatuagem ou um piercing legal que eu vi e eu acho que combina comigo - Ela ficou do meu lado, riu de toda a situação, foi comigo e assinou na época eu tinha meus 12 anos quando fiz a borboleta que eu tenho nas costas e por mais que a idade não permita, eu tomei a iniciativa, tive certeza de que não me arrependeria, e como bom profissional, a body piercing me deu todas as dicas possíveis para eu fazer as coisas certas. Embora eu sempre fosse muito tímida eu acredito que tatuagens sejam capazes de mudar as pessoas sim, mudou muita coisa em mim sendo não só minhas atitudes, mas as minhas opiniões também. No começo foi difícil me adaptar em passar pelos corredores do colégio e virem perguntar pra mim - Você é a garota que fez aquela tatuagem? Deixa eu ver? Nossa, sua mãe deixou? - E inclusive me atingiu um pouco ao ver certos professores me chamarem de louca, ou de criticarem baixinho enquanto fingia não escutar o que diziam sobre aquela atitude que pegou todo mundo de surpresa. 


Minha família ao contrário da minha mãe e alguns colegas, nunca me apoiou quanto a isso, todos sempre foram preconceituosos e as atitudes deles desde o inicio foram parar de falar comigo por algum tempo ou até mesmo, falarem para outras pessoas sobre o que eu havia acabado de fazer. Meu avô chegou ao ponto de falar que não seria mais neto dele aquele que furasse a orelha ou aderisse a qualquer tipo de desenho no corpo, foi difícil no começo eu esconder o desenho, mas com o passar dos tempos eu percebi que o certo era realmente mostrar e deixar que todos percebessem que sim, eu quero ser diferente, eu sou diferente, eu inovei, quebrei minhas próprias regras. Tanto que furei meu nariz diversas vezes, coloquei alargador, fiz outra tatuagem maior ainda e deixo a mostra para todos verem, por que isso não é problema algum pra mim. 

E a pergunta é, qual é o problema em ter um desenho no corpo? De ter vários piercings? De ter a orelha furada? Usar um alargador enorme? De amar isso? De ficar perto de quem tem? De tocar? De perguntar? De falar que gostou? Por que se esconder? Tatuagem ou qualquer outro tipo de modificação não é defeito, doença pra desejarem estar longe. Acredito que quem critica, é por que tem algum tipo de medo ou remorso por isso, por não terem dito a atitude de tatuar-se, de dar a pele para colocar na mesma e deixar eternamente aquele significado, de furar qualquer parte do corpo e mostrar por ai. Atitude é o que completa qualquer pessoa. 


E para ajudar um pouco nessas atitudes, resolvi selecionar algumas dicas, não só vindas de mim, mas de algumas outras pessoas. Antes de você fazer uma tatuagem o certo é pensar bem, na verdade pensar muito. Por que além de ser algo que durará por toda a sua vida, você terá que carregar diversas coisas consigo sem ser apenas as opiniões por ai. A melhor das sensações que existe é você poder carregar consigo na pele algo que você adora, admira, tem um significado para você, o que a maioria não entende. Tatuagem hoje em dia as pessoas fazem por simplesmente fazerem sem se importarem como antigamente. Procure um bom profissional, não vá por indicações, não vá ao primeiro, no mais barato que aparecer na sua frente, hoje em dia é possível encontrar vários lugares, menos aquele que te dará confiança, te dará dicas e te ajudará caso dê algum problema - o que ninguém quer - que somente ele irá entender e te auxiliará. Converse com a família sobre sua vontade, seja pelo piercing ou apenas tatuagem, talvez eles vão te entender, quem sabe apoiarem você

Só espero que um dia o preconceito acabe, na verdade ele vai diminuindo aos poucos e as tatuagens vão tomando espaços que antes eram inexplorados e isso me deixa muito feliz. E quanto ao fato de emprego, eu li algo que eu acredito que diga tudo já: "Independente de você ser negro, branco, tatuado, não tatuado, magro, gordo. Muitas seleções de emprego sequer testam seus conhecimentos: vão mais pela aparência do que qualquer outra coisa."

4 comentários:

  1. Adorei tudo por aqui, e já estou seguindo, visita o meu e se gostar siga tb tá !! bjss
    http://www.mahmaquiagens.blogspot.com.br/

    ♥*´¨)*
    ¸.•*¸.•*´¨).•*¨)
    (¸.•´*(¸.•´*(.¸. • By Mah Dantas

    ResponderExcluir
  2. Gostei super d+
    http://decididaamudar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Com 12 anos Tattoo? Que coragem! rs
    Minha irmã tem mas eu nem tenho tanta vontade de fazer.. acho que vale mesmo é ter um proposito. se não tiver sentido e ser so um desenho não tem graça né?

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Simplesmente AMEI o post!
    Eu não tenho nenhuma tatoo, mas tenho vontade de fazer, a minha mãe a principio tinha um certo preconceito, hoje ela já aceita na boa e até me apoia. Já sofri preconceito na hora de procurar emprego com relação a cor de cabelo, na época meu cabelo estava verde, nada muito exagerado, a mulher da entrevista perguntou a razão de eu pintar cabelo e perguntou minha idade, ela disse que eu estava passando por uma fase de "rebeldia" eu tive que rir e expliquei a ela que cor de cabelo ou qualquer tipo de modificação no corpo não faz o carater de ninguem e muito menos interfere no profissionalismo ou capacidade da pessoa. Acho tudo isso babaquice, a sociedade tem que mudar o modo de pensar!

    Beeijo ;*

    ResponderExcluir